logo
Navigation

Estou pronto para deixar a presidência do ATCM


20/03/2016

 

Texto e fotos: ATCM

 

António Marques, há 26 anos como dirigente desportivo, muitos dos quais à frente do Automóvel & Touring Clube de Moçambique (ATCM), diz-se preparado para deixar a cadeira da presidência do clube assim que se atingir um dos últimos objectivos do seu manifesto: a construção da pista principal do autódromo.

Tal como Manecas e João Carvalho (já falecidos), engenheiro Martins, Jorge Relógio, Marçal, Crescêncio José, entre tantos outros que com ele, lá para os anos 80, lutaram pela reactivação desta modalidade no país após anos de banimento.

 

UM MULTIFACETADO

 

- De que forma é que iniciou a prática desportiva?

Que eu me lembre, a primeira vez que eu usei um equipamento desportivo foi em 1962 a 64, para representar a classe especial da ginástica dos irmãos Maristas na Beira, dirigida pelo irmão Armando Cordeiro. Muito incentivado pelos meus pais, fui praticando o desporto escolar, que passou pelo futsal, atletismo em Portugal e no Ferroviário da Beira, e ainda pelo futebol onze e acabou, em termos de federado, na Académica de Maputo, na modalidade de andebol.

 – E no que ao currículo diz respeito?

Devo ter a honra e humildade de dizer que no atletismo, nas camadas juniores, nas marcas dos 200, 400 e 4/400 metros, ninguém me ganhava. Um momento único na carreira, ainda júnior, foi ter sido campeão em atletismo num campeonato, na altura, de todas as ex-províncias coloniais portuguesas, isso entre os anos 65 e 66. Em relação ao andebol, também ganhámos. Tínhamos uma equipa da Académica muito forte, com jogadores de alto nível como João Brito, César, Oldino Ramos, Jafar, Murta, Domingos. Éramos todos diabólicos. É um tempo que recordo com muita saudade, e era bom que as pessoas percebessem que esta coisa de desporto em mim está na alma, está no sangue, no espírito e na vontade de servir o meu país.

 – Quando é que começa a inclinação pelos carros?

Através do meu pai. Foi ele que me atirou ao automobilismo ao oferecer-me um jeep com o qual aprendi eficientemente a condução defensiva. Chegou numa boa altura porque ao longo da minha prática desportiva contraí uma lesão que impediu que continuasse a competir.

 – Entende que é o seu percurso desportivo e pessoal que o tornou líder do ATCM?

– Eu costumo dizer que ser líder não é fácil, mas o líder tem de ter atitude. Eu sempre fui uma pessoa de atitude. Eu tenho atitude. Ser president de um clube basta ser eleito, mas para se ser líder há que marcar mais pontos de diferença. Se o piloto falhou é porque falhou e não importa se o papá tem muito dinheiro. Recorre-se ao regulamento e vai à direita. Isso cria-me inimigos? Claro que me cria inimigos! São pessoas mal formadas que pensam que com o dinheiro podem fazer o que querem e quando podem. É um bocado disso que falta nos nossos dirigentes. Eu sei liderar com espírito aberto, franco e sobretudo fazendo cumprir as leis da sociedade, da vida e as leis do desporto que é o melhor do mundo.

 

DEPOIS DE 26 ANOS,MARQUES NÃO VETA SAÍDA

– As pessoas passam, mas as instituições ficam. Já se imaginou um dia for a da direcção do ATCM?

Estou pronto para deixaro ATCM, completamente!

Se eu conseguir reabilitar a pista, estou disposto a abandonar o cargo porque, de verdade, passam muitos anos e é preciso dar oportunidade a outras pessoas. Sinto que cumpri com aquilo que prometi, que era levar o clube a ser membro da FIA, desenvolver a área desportiva, desenvolver a plataforma defensiva e fazer a nova pista; aí sim, vou-me embora. Não foi tudo conseguido, mas fizemos um trabalho vistoso.

 – Como é que avalia o ambiente no seio da família automobilística do ATCM?

Em termos de karting, sinto que está bom. Há algum mal-estar que não é provocado por nós nos drifts. O drift ainda não é uma modalidade da FIA. Se fosse, estaríamos atentos à situação. Nós queremos que haja drift, por isso é que abrimos espaço para que corram no kartódromo e façam o que eles mais gostam. Teremos ainda este mês e em Fevereiro encontro com os praticantes da modalidade para se chegar a uma solução.

 – Quais são os momentos bons e menos bons que o presidente guarda?

Feliz pelo ambiente que hoje se vive no karting. Os menos bons têm a ver com alguns indivíduos que deram muitos maus exemplos aos seus filhos e à sociedade ao quererem tomar de assalto o terreno do ATCM para depoisentregarem aos patrões e, daí, ganharem milhares ou milhões de dólares. Mas é um assunto passado e espero que continue como está. O ATCM é um clube de paz.

 – Se tivesse de dar um conselho ao ministro da Juventude e Desportos, o que lhe diria?

Queria de facto fazer um apelo por aquele passo errado que ele deu como vice-ministro da Justiça, de ter formalizado e dado posse a uma federação ilegal. Que procure agilizar, não ele pessoalmente, e ver se põe a Federação do Desporto Motorizado de Moçambique a funcionar e se esqueça a Federação Moçambicana do Desporto Motorizado, que é ilegal.

 

 

 

Custou-me não ser chamado à Gala do Desporto

 

 António Marques está há muito tempo no desporto, não só como dirigente mas também como atleta, pelo que acha estranho que quem de direito não o tenha convidado à Gala do Desporto:

- Custou-me imenso, com o currículo que tenho, não ter sido convidado à Gala do Desporto. Refiro-me a mim assim como à instituição que dirijo. Foi chocante e não é digno de dirigentes que se prezem, como é o caso do director do INADE, o professor António Munguambe, que é uma pessoa que eu estimo pela sua longevidade como dirigente. É uma forma de desabafo, como serve também de chamada de atenção aos dirigentes para que não estejam apenas atentos aos grandes eventos, mas também aos detalhes, poisé destes que se vêem os grandes valores de tudo.

 


ATCM MOZAMBIQUE

Join or renew

Join the club or renew your memebership quickly and easily by filling in the online form.

Actm Social media

Find ATCM Mozambique on social media sites. Always get the latest updates.

Contact

Contact ATCM Mozambique here:

Phone: +258 84 3284790

E-mail: atcm@atcm.org.mz

 

 

 

ATCM Mozambique

Autódromo e kartódromo (800m do Shopping Game)

Av. Marginal, Bairro Triunfo, Maputo, Moçambique

Números de telefone: +258 82 3284790/ +258 84 3284790

E-mail: atcm@atcm.org.mz;

www.facebook.com/atcm