logo
Navigation

Vamos ter saudades do que estamos a fazer pelo ATCM!


Jornal ATCM

26 de Dezembro de 2016

O ano 2016 concorre para ser memorável no Automóvel & Touring Clube de Moçambique, não apenas na vertente desportiva, que viu grosso número de seus pilotos envolvidos em provas internacionais, mas também no que a projectos de vulto diz respeito, apesar de a empresa de construção civil Ceta, responsável pela reabilitação da pista principal do autódromo, estar atrasada com os prazos. 

António Marques, presidente de Direcção do Automóvel & Touring Clube de Moçambique - ATCM, recebeu em seu gabinete o desafio, onde, em retrospectiva, fala da já encerrada época desportiva-2016 e dos projectos que marcam a actualidade do clube que preside. De permeio, o dirigente, lacónico, vinca que ele e o seu elenco terão saudades do rumo que dão ao clube.

– Que balanço é que faz do ano desportivo 2016 do ATCM, agora que a época está encerrada?

– Houve grandes progressos, sobretudo no que diz respeito às participações dos nossos pilotos em provas no estrangeiro. Pela primeira vez na história do desporto-motorizado moçambicano, em mais de vinte anos de existência, um piloto nosso, Karl Pitzer, conquistou o Open de África. É um feito importante e mais relevante ainda pelo facto de o seu mecânico e também piloto Adelino Nhamposse ter sido o primeiro mecânico moçambicano a fazer o set up do kart e conquistar o repto num conjunto de 19 pilotos africanos.

 PARTICIPAÇÕES NO ESTRANGEIRO DÃO VISIBILIDADE AO CLUBE

 – Mas não foi só no African Open

– Tivemos a participação do Jeffrey Novela no Troféu da FIA (França, Portugal e Suécia) como também houve pilotos nossos (Lagson Leão, Rodrigo Almeida, Karl e Naomi Pitzer) a participarem no Campeonato do Mundo (Rok series) na Itália; ressalvando igualmente as prestações do mesmo Karl Pitzer na Inglaterra e Dubai. Ou seja, este ano houve uma explosão da nossa representatividade fora do país e naturalmente, que lutaremos em consolidá-la. Ao nível interno gostámos e devemos referir, dos motares que se aproximaram do ATCM e perceberam que o clube não é de elites. Os drifts fizeram a parte que lhes competia, apesar de ainda não respeitarem todos os procedimentos.

– Designadamente…

Refiro-me, por exemplo, ao Xitituto Clube de Gaza e o Conselho Municipal de Xai-Xai, que convidam directamente os pilotos a prestações naquela urbe sem contactar o ATCM, que é a entidade responsável na articulação com os pilotos e autorizar a sua saída. Estas entidades não podem fazer o que querem, podem sim fazer o que devem!  

– Este é um desporto de alto risco. Qual o índice de acidentes registados na presente época?

– Felizmente enfrentámos uma época desportiva motorizada sem acidentes. O mérito vai todo para os pilotos. Sabem ser, estar e fazer e com realce para todo o corpo envolvente na materialização das provas, que é a organização do ATCM e os responsáveis dos pilotos.

 PATRIMÓNIO REVERTER-SE-Á AO ATCM

 – Nos projectos do clube a mancha continua a pista principal, que ainda não foi entregue para o uso normal. A que se deve?

À empresa Ceta! Estamos muito sentidos com a Ceta, que não consegue dar vasão ao compromisso que tem com um dos investidores com o qual o ATCM fez negócios. No referido acordo a Ceta comprometeu-se a fazer a reabilitação da pista principal. A parte da reabilitação da pista está zero e tudo por culpa da Ceta. A Direcção do ATCM acabará o ano triste com este constrangimento que seria a grande prenda para todos os pilotos, sócios e simpatizantes do clube. 

– E em relação ao mega-projecto que vai nascendo no Game e directamente ligado ao ATCM?

Como presidente do ATCM fiquei chocado com o vereador municipal Victor Fonseca. Já nos havia acontecido o mesmo com Silva Magaia, que se recusou a dar parecer favorável para os nossos projectos. Numa atitude de cidadania, nós como clube já ajudámos o Município de Maputo com valores na ordem de 200 mil dólares para a defesa da orla marítima. Contra todos os efeitos negativos propositados, esta gigantesca obra vai enaltecer o trabalho da costela empresarial da Direcção do ATCM e daqui a alguns anos todo o património reverter-se-á a favor do clube. Vamos ter saudades de fazer o que estamos a fazer pelo ATCM, pela cidade de Maputo e pelo país. 


ATCM MOZAMBIQUE

Join or renew

Join the club or renew your memebership quickly and easily by filling in the online form.

Actm Social media

Find ATCM Mozambique on social media sites. Always get the latest updates.

Contact

Contact ATCM Mozambique here:

Phone: +258 84 3284790

E-mail: atcm@atcm.org.mz

 

 

 

ATCM Mozambique

Autódromo e kartódromo (800m do Shopping Game)

Av. Marginal, Bairro Triunfo, Maputo, Moçambique

Números de telefone: +258 82 3284790/ +258 84 3284790

E-mail: atcm@atcm.org.mz;

www.facebook.com/atcm